O Médico e a jangada na carreira profissional: Você carrega esse peso?

Havia um homem, diante de um grande rio. Ele precisava atravessá-lo, mas não sabia como fazê-lo. Ele, então, olha ao redor. Bem ao longe, ele encontra algumas árvores.

O homem prontamente as derruba e constrói uma jangada. Agora, ele cruza o rio, feliz pelo seu feito.

Ao chegar do outro lado, ele vê que não há mais águas, apenas uma floresta densa e escura. Pensativo, o homem leva a jangada consigo, rumo à floresta.

Antes de adentrar aquela sombria floresta, o homem encontra um camponês, que, curioso, pergunta por que ele levava consigo uma jangada, se logo adiante não haveria mais águas a serem atravessadas. O homem, subitamente, responde: “Se a jangada foi útil ao cruzar o rio, certamente será útil para atravessar a floresta”.

 

Descartar aquilo que te impede de conseguir o que quer

O história acima, por mais absurda que seja, é o que mais acontece na vida dos médicos que encontro pelo Brasil. O problema, além das escolhas erradas, é persistir em tais escolhas como se fossem a única solução viável.

A história é a Regra do Bisturi, porém de forma mais arcaica.

A maioria esmagadora dos médicos carregam jangadas por aí e nem se dão conta disso. E sabe o que é pior? Essas jangadas são um dos fatores primaciais para a desvalorização da carreira médica.

Uma das soluções é a otimização contínua. Você deve fazer uma autoanálise, periodicamente, para identificar quais são as suas jangadas…  Quais dessas jangadas te impedem de ser um médico de sucesso. Seria o plantão que você faz várias vezes na semana, mesmo sonhando em ter um consultório de sucesso? O convênio que te glosa e de forma automática você simplesmente segue?

Levar apenas o que te impulsiona

Os médicos mais bem sucedidos são aqueles munidos de conhecimento extra-medicina.

Sem esse conhecimento, você não terá uma carreira de sucesso, porque, diferente da jangada, que foi útil apenas por um momento, o conhecimento extra-medicina agrega resultados em todas as etapas da sua carreira.

Negligenciá-lo é deixar de conquistar seu espaço.

A grande manada de médicos está carregando jangadas em suas costas. Eles acham que a solução da desvalorização é especialização, é fazer mais plantão, é perder tempo, dinheiro e saúde em oportunidades que só impedem os médicos de crescer.

Apesar dessa ser a realidade predominante no nosso mercado, não é culpa sua ou de nenhum colega. Nós fomos formados e formatados assim.

Chegará o dia em que você não suportará mais o peso dessa jangada, você verá que não é valorizado como deveria, não recebe o salário que você merece, mas na sua cabeça, a única solução é carregá-la, é repetir as mesmas atitudes, esperando que as coisas mudem.

O futuro é feito das escolhas atuais e o que determina a sua colheita são as sementes que você planta agora.

Parodiando o grande Steve Jobs, cada jangada que você carrega consigo, é um pedaço do seu futuro que deixa de existir.

E então, colega?

Se o artigo fez sentido para você, eu quero te convidar a viver uma carreira profissional mais leve, produtiva e construída sobre os pilares da valorização, reconhecimento e qualidade de vida.

Estamos criando uma comunidade fechada, com médicos que estão alinhados com os nossos valores. A comunidade Médico de Valor será um grupo exclusivo para médicos que estão conectados com o propósito de deixar o efeito manada e se tornar protagonista da própria existência. Saiba mais clicando AQUI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *