Elementos do sucesso médico

Se eu te perguntasse o que diferencia um médico de sucesso de um médico comum, o que você me diria?

No artigo de hoje, vou abordar sobre os elementos que todo médico de sucesso possui. Acredito que, através deles, sua carreira pode realmente decolar. É isso que você quer, não é mesmo?

Especialização?

A maioria dos médicos acredita veementemente que a fórmula mágica do sucesso está na tão sonhada especialização. Isso está errado.

A especialização é sim, importante, porém os médicos esquecem que há inúmeros fatores (a maioria deles nada a ver com medicina) decisivos, em jogo.

Especialização não é mais o diferencial!

Plantões e convênios?

Talvez este seja um dos maiores erros (de iniciantes, principalmente). Acreditar que você precisa ficar horas fazendo plantões, objetivando conquistar respeito, destaque e atingir quaisquer objetivos a longo prazo.

Sacrificar-se por diversas horas, em horários desconexos, não é um trabalho fácil. Plantões consomem as duas maiores riquezas de qualquer ser humano: tempo e saúde.

Além do fato de muitos médicos não receberem por isso, devido à rotina de atraso em repasses de honorários médicos em todo Brasil.

Já sobre os convênios, muitos médicos sofrem a famosa “glosa”. Os convênios não repassam o recurso e, o que já era desmotivante, torna-se frustrante. Por um acaso, você já ouviu falar em glosar o mecânico? Glosar o pintor? Não! Este absurdo só existe contra o médico.

O que o médico precisa para sobressair-se?

O médico precisa entender que, o necessário, o diferencial, o fator decisivo para mudar a própria história é o conhecimento extra-médico.

Os elementos que farão com que sua carreira mude, radicalmente, não estão na medicina.

Excelência na técnica e no conhecimento científico é pré requisito.

A busca pelo paciente ideal

A busca pelo paciente ideal é um dos segredos do médico do futuro. Já pensou em fidelizar seus pacientes?

Aqui no blog tem um artigo excepcional, sobre isso.

Regra do bisturi

Cortar todo emprego ruim e tudo aquilo que prejudica o médico física e emocionalmente.

O médico precisa se livrar de plantões ruins, convênios que glosam, conforme supracitado, pois são esses empregos ruins que impedem o médico de progredir.

Não pelo simples fato de serem ruins, mas porque desgastam demais o médico.

A aplicação do bom marketing

Muitos médicos acreditam que o marketing é coisa de “picareta” ou de pessoas mal-intencionadas.

Já dizia o grande Henry Ford: “Se eu tivesse apenas um dólar, eu o investiria em marketing.”

Como o médico terá mais pacientes se ninguém sabe que ele existe? Ou como ele trabalha? Ou ONDE ele atende?

Aqui no blog também há vários artigos sobre o assunto.

Se o médico acredita que a medicina salva e transforma vidas, e que este é o seu objetivo de vida, é uma omissão o médico não usar do marketing para atingir mais e mais pessoas.

Você quer saber mais sobre esses elementos? Acesse a categoria de Coaching ou Mentoria, no blog Profissão Medicina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *